Gestão de Pessoas

Treinamento e Desenvolvimento

Atendimentos Clínicos

Coaching comportamental para Executivos

Nas sessões de Coaching sempre haverá algum tipo de mudança naquela pessoa que se submete ao processo.

O importante é que saibamos: “sempre é possível mudarmos nossos comportamentos” .

As mudanças positivas de comportamento, invariavelmente geram impacto, geram melhorias e resultados. 

Segundo Marshall Goldsmith (2013), uma palavra-chave para o CEO Coachee é:

para ajudar no desenvolvimento dos outros, comece por você”.

Por isso, ao mudarmos, sempre teremos a possibilidade de ajudarmos a  mudar para melhor o que está a nossa volta.

 

Dionéia Gonçalves – Psicóloga, Consultora de RH e Coach – CRP no. 15967

Desempenho e Sucesso

Segundo John Whitmore (2012), treinador especialista em performance, “desempenho é ir além do esperado, é definir seus próprios padrões mais elevados, aqueles que ultrapassam o que os outros exigem ou esperam”.
O Coaching irá focar invariavelmente no desempenho de uma pessoa, ou seja, através de ferramentas e técnicas, irá ajuda a descobrir, discernir e ordenar forças e ameaças, fraquezas e oportunidades que poderão promover e gerar conquistas do melhor desempenho. Estas conquistas estão relacionadas tanto aos aspectos profissionais quanto pessoais de quem se submete às sessões de Coaching.
Quanto de coragem é necessário para aumentar o desempenho e conquistar mais sucesso?
O primeiro passo é aumentar a coragem através do aprendizado, aprender sobre si, sobre o que está a sua volta e em tudo que é necessário aprender e/ou saber para atingir o desempenho.
O segundo passo é ter prazer naquilo que se propõe a fazer, prazer em querer obter melhor desempenho e encarar os desafios como oportunidades de crescimento.
O terceiro passo para aumentar o nível de coragem é a autoconfiança, pois esta é a alma do bom desempenho. Albert Bandura cita na Teoria Social Cognitiva(2012), que o que pensamos, sentimos e acreditamos sobre nós mesmos, definem nossos comportamentos. O aumento do desempenho tem relação direta com mudanças positivas do comportamento.
No entanto, acreditar em si mesmo é ter uma postura positiva em relação às suas capacidades, com sentimentos de segurança do que se é realmente, o que se quer e onde se quer chegar.
Estes três aspectos, aprender, prazer e autoconfiança funcionam como uma espécie de pilares para a aquisição da coragem para chegar à melhoria de performance.
O Coaching funciona como um eficiente recurso que reúne autoconhecimento, desenvolvimento e resultado que traduz desempenho e sucesso.


Dionéia Gonçalves, Psicóloga, Consultora de RH e Coach – CRP 08/15967

Pessoas felizes produzem mais!

"Um número crescente de pesquisadores, consultores e profissionais que se dedicam ao estudo das relações e comportamentos do mundo corporativo vem confirmando uma tendência: um ambiente de trabalho saudável e positivo, orientado à disseminação da felicidade dentro da organização, está diretamente relacionado à maior produtividade e lucro”, (revista Você RH, março 2015).

Quando o local de trabalho é desenhado e gerido de modo a criar significado para os seus trabalhadores, estes tendem a ser mais saudáveis e felizes.

Dentro de um modelo antigo e defasado de gestão, os critérios para o sucesso tanto das empresas quanto dos profissionais envolvidos nestas empresas era aferido em função aos aspectos materiais (carreira, remuneração, status, poder etc.), aspectos estes que ainda revelam seu grau de importância, mas não determinam o sucesso.

No novo paradigma de Gestão Positiva nas Organizações, o sucesso é aferido em função do grau em que as pessoas conseguem obter sentido para a vida, conciliar trabalho com família, contribuir de fato para o bem da sociedade e serem respeitadas pelos outros.

O modelo de desenvolvimento em Gestão Positiva preconiza antes de qualquer coisa um clima organizacional saudável, com princípios de comportamento organizacional positivo, tais como: Pessoas detentoras de forças e capacidades psicológicas positivas, e estas mesmas pessoas podendo desenvolver e gerir suas forças de maneira eficaz para a melhoria do desempenho organizacional e para sua própria realização pessoal.

Abordagem positiva pode ser usada como alavanca para estimular formas alternativas e construtivas de pensar a gestão, como incentivar virtudes, abrir-se a diversidade, respeitar a dignidade humana, manter a atenção na excelência, promover a cooperação e um clima de confiança e claro, não ignorar a felicidade, o bem-estar e a qualidade de vida.

Os efeitos da positividade organizacional também transcorrem para o exterior – havendo razões para crer que o relacionamento positivo interno tenha impacto positivo na satisfação dos clientes (cliente externo).

Atualmente, a infelicidade no trabalho é a realidade As atividades são encarada como algo mecânico, sem sentido, o qual não se sente motivado e não realizado.

A busca de resultados a todo custo, somado ao acúmulo da insatisfação, pode criar um clima de negatividade implicando na baixa qualidade de vida pessoal,  resultando em doenças decorrentes do estresse e consequente perda da eficácia.

Novos dados divulgados pelo The Boston Consulting Group (BCG) e pela Federação Mundial de Associações de Gestão de Pessoas (WFPMA), revelam que uma função de Recursos Humanos com alto desempenho ajuda a impulsionar a performance financeira das empresas.

O investimento em treinamento e desenvolvimento para todos envolvidos na empresa é uma oferta valiosa que as empresas que desejam ainda mais prosperar podem fazer ao seu pessoal.

O desenvolvimento contínuo dos líderes, por exemplo, faz toda a diferença para manterem o equilíbrio emocional diante das pressões do dia a dia, reconhecerem e valorizarem o trabalho feito pelos seus liderados, saberem delegar e cobrar de maneira eficaz. (revista hsm management, junho/2015).

A felicidade dento das empresas hoje é considerada como algo que diferencia e coloca a empresa num patamar competitivo muito superior a outras empresas que não estão atentos a esse novo modelo de gestão.

A Gestão Positiva reduz turnover, atrai e mantém os talentos dentro da empresa, torna-se inovadora e criativa e mantém o desempenho de todos acima da média da concorrência.        

Dionéia Gonçalves,Psicóloga, Coach
e Consultora de RH. Responsável pelo Programa de Desenvolvimento em Gestão Positiva.

Onde você está e aonde quer chegar? Pergunte ao profissional Coach

 Um processo que visa aumentar a performance de um indivíduo, equipe ou empresa, por meio de ferramentas, metodologias e técnicas cientificamente testadas, aumentando os resultados positivos e potencializando o poder pessoal.

A parceria que se estabelece entre o COACH (Profissional) e o COACHEE (Cliente) está em busca do crescimento, aperfeiçoamento, felicidade, bem-estar e aprimoramento da qualidade de vida.

O processo de Coaching leva o cliente a buscar nos entendimentos, alternativas e opções capazes de fazer com que ele amplie suas realizações e conquistas.

Através das técnicas estabelecidas pelo Coach, o cliente parte de um ponto presente (atual) o qual está pouco satisfeito, para um ponto outro em que ele deseja e sente vontade de chegar, ou seja, sai do momento atual rumo a uma situação futura de maneira focada, planejada e consciente.

O cliente usa de suas próprias capacidades e potenciais para chegar onde quer, superando limitações e receios, o Coaching lhe proporciona isso.

O QUE NÃO É COACHING?

 Não é Terapia, nem Consultoria, nem Mentoring ou Aconselhamento.

O Coaching não trata aspectos emocionais os psicológicos, não aconselha, não diz o que fazer.

Não fornece soluções ou dá recomendações, práticas comuns na Consultoria ou Mentoring, o cliente irá achar suas soluções através do seu próprio desenvolvimento, amadurecimento e crescimento do que deseja transformar e/ou mudar.

MAIS SOBRE O COACHING

O Coaching foca no que a pessoa quer, considerando quais são os valores e crenças, ou seja, o que realmente é importante para ela e no que ela acredita.

O Coaching ajuda a definir um plano de ação, e avalia continuamente o nível de comprometimento e de o desejo genuíno do que se quer, conjuntamente com seu cliente.

Quando uma pessoa procura um COACH?

Neste caso estamos falando do Life Coaching, serve para romper limites pessoais, mudar de carreira, abrir um negócio, obter realizações pessoais, ganhar mais dinheiro, emagrecer, parar de fumar, passar em concursos ou vestibulares, encontrar um relacionamento amoroso entre outras situações.

Quando uma empresa procura um COACH?

Neste caso estamos falando do Executive Coaching, quando quer melhorar qualidade de vida no trabalho ou entre equipes, para aumentar a eficácia e eficiência dos profissionais, aumentar as vendas, resolver conflitos, desenvolver lideranças, criar um no mindset voltada para resultados, conquistas, e realização.

O mais importante é sabermos que, podemos facilitar nossas conquistas. Podemos melhorar nossa performance, favorecer mudanças ou transformações a qualquer momento.

Para isso, precisamos estar informados sobre as melhores tecnologias, o Coaching é considerado um excelente tecnologia, para quem procura excelentes resultados.

Dionéia Gonçalves é Psicóloga e Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC), especialista em Administração e Marketing, Gestão das Organizações e Psicologia Positiva integrada ao Coaching. Atua como Psicóloga Clínica, Life Coaching, Palestrante, Treinadora e Consultora de RH. Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Cadastre seu currículo

Vagas